19º Show Tecnológico entrada gratuita


O Show Tecnológico é uma oportunidade para os produtores conhecerem o que existe de tecnologia de ponta no mundo.



Em tempos de crise, a organização que promove o Show Tecnológico de Verão da Fundação ABC surpreendeu com a notícia de que não irá cobrar ingresso de quem for ao grande dia de campo, que vai ocorrer nos dias 2 e 3 de março. Esta é a primeira vez que o ingresso não será cobrado. Uma decisão que, de acordo com o presidente da comissão, visa propiciar o aumento de público, que no ano passado chegou a 2089 pessoas. “Mudamos o objetivo do show, que, a partir deste ano, passa a ter a missão de divulgar o trabalho da Fundação ABC junto aos agricultores e pecuaristas do Paraná e estados vizinhos”, informou Eltje Jan Loman Filho, presidente da comissão e gerente de Pesquisa da Instituição. O Show Tecnológico de Verão da Fundação ABC é uma oportunidade para os produtores conhecerem o que existe de tecnologia de ponta no mundo. É um momento importante onde as cooperativas e produtores da região podem discutir, trocar ideias, interagir e conhecer novas tecnologias, principalmente na área de agricultura e forragicultura, importante para produção de carne e leite na região dos Campos Gerais.



"Mudamos o objetivo do show, que, a partir deste ano, passa a ter a missão de divulgar o trabalho da Fundação ABC junto aos agricultores e pecuaristas do Paraná e estados vizinhos.” Presidente da comissão e gerente de Pesquisa da instituição, Eltje Jan Loman Filho

O encontro é promovido em dois dias, nos quais a Fundação se preocupa em passar da teoria para a prática as tecnologias existentes no mercado atual, de forma fácil e simples. Um momento de conhecimento nas áreas de agricultura, pecuária, sementes, manejo, pragas, entre outros assuntos, para auxiliar o produtor a tirar a melhor produtividade do campo. O encontro também é uma prestação de contas da Fundação ABC para o produtor. É a hora de ver, concretamente, no que são investidos o repasse e as contribuições que a entidade recebe e como isso é convertido em benefícios aos associados das três cooperativas: Capal, Frisía e Castrolanda. As palestras, em seus diversos temas, são importantes porque trazem oportunidade para o produtor entrar em contato com os pesquisadores, receber conhecimento e questionar sobre diversos assuntos. Cada setor escolhe um tema específico para trabalhar e isso faz com que haja um leque de palestras que podem ser acompanhadas de hora em hora, trazendo mais opções específicas ao produtor. Sendo assim, o Show é o evento certo para o produtor conhecer as tecnologias de ponta. Nesta ocasião, a Fundação sempre apresenta novidades funcionais tanto para agricultura quanto para a pecuária. Tudo isso para que o produtor possa aplicar o conhecimento adquirido e melhorar sua produtividade. Expositores - Para esta edição, 35 empresas já confirmaram presença. Vinte e duas delas adquiriram espaços maiores, com a possibilidade de criar áreas demonstrativas a serem visitadas pelo público. Ao todo, serão aproximadamente 5,4 hectares. “Em relação ao ano passado, mantivemos o número de participantes. Estas empresas não querem sair do Show Tecnológico de Verão porque reconhecem este evento como um dos mais importantes no segmento. Aqui, o público é de mais de 90 por cento de agropecuaristas e técnicos, o que é muito interessante para as vendas”, comentou Silvio Bonawitz, integrante da comissão. Além das grandes marcas presentes no mercado, apresentando seu portfólio e de produtos que vão de sementes, híbridos e produtos químicos, a Fundação ABC também participa. Reconhecida nacionalmente pela pesquisa que faz e também pelo desenvolvimento de novas tecnologias, a equipe irá realizar 17 palestras diferentes (veja box pág. 21). Novidade - Outra novidade é a criação do Centro Cooperativo. Um espaço na área central do evento que vai reunir quatro cooperativas, contendo espaço para palestras e convivência. Participam deste centro as cooperativas Frísia, Castrolanda, Capal, Coonagro, Sicredi e a Fundação ABC. “Já há algumas edições vínhamos pensando em um único espaço e este ano resolvemos tirar do papel”, comentou Silvio. O Show Tecnológico de Verão terá início às 8 horas e seguirá até às 17h30, nos dois dias. O acesso ao local do evento é pela rodovia PR-151, junto da entrada para a indústria Frísia Alimentos. Diferente dos anos anteriores, o almoço será cobrado. Custará R$30 por pessoa, para todos os públicos e será vendido no local. “Vamos seguir o modelo de outros grandes eventos como o Agroleite e o Show Rural. Não tínhamos mais como arcar com este custo. Ficou inviável e por isso terceirizamos”, explicou o presidente da comissão. Serviço: Mais informações no site: www.fundacaoabc.com/show



Palestras trazem novidades

em tecnologias para o campo


As palestras São concorridas e participantes lotam as palestras dos pesquisadores para adquir mais conhecimento e assim melhorar a produção.


As apresentações que os setores de pesquisa da Fundação ABC realizam durante o Show Tecnológico de Verão são bastante concorridas e por isso a divulgação dos temas é aguardada com expectativa pelos que frequentam o evento. Abaixo você confere a lista das apresentações. Nós também conversamos com alguns pesquisadores, para saber o que eles estão preparando para o show. Novos transgênicos - Luís Henrique Penckowski, coordenador e pesquisador do setor de Herbologia, contou que até o fim desta década, teremos no mercado de cinco a seis novos eventos de biotecnologia (transgênicos) tolerantes a herbicidas e no show ele pretende apresentar estas novidades. “Vamos apresentar os pontos fortes e fracos de cada um, de acordo com a nosso trabalho de pesquisa, e mostrar quais os desafios que iremos ter pela frente com estes transgênicos”, resumiu Penckowski. Mosca-branca - O setor de Entomologia preparou uma apresentação para falar da mosca-branca em soja e feijão. De acordo com o coordenador e pesquisador Elderson Ruthes, os estragos causados pelo inseto-praga têm aumentado na região e por isso o setor vai falar sobre a ocorrência, a importância dos cuidados a serem tomados e como fazer o manejo para evitar os prejuízos com a mosca-branca. Alta produtividade de feijão - Quem quiser dicas para uma boa produtividade em feijão deve passar pelo estande do setor de Solos e Nutrição de Plantas. O pesquisador Gabriel Barth, que também responde pelo setor, vai falar sobre as exigências nutricionais da variedade para se obter uma alta produtividade. “Vamos abordar, por exemplo, se a adubação de base é melhor com ou sem potássio”, adiantou. Fungicidas em soja - O setor de Fitopatologia preparou na sua área uma demonstração da evolução do manejo de fungicidas em soja, através de parcelas. De acordo com Carlos André Schipanski, coordenador e pesquisador do setor, a intenção é mostrar o quanto o manejo de fungicidas já mudou desde que começou a ser utilizado comercialmente na soja em 2000. “A intenção é atualizar o produtor visitante, mostrando que é necessário reciclar os conhecimentos sobre o manejo e também readaptar para as condições de cada safra, maximizando assim o potencial das atuais ferramentas disponíveis no mercado”, explicou. Dentro do espaço que vai usar no show, o setor também preparou parcelas para mostrar a evolução dos manejos, assim como comparativos entre os posicionamentos fixos (pacotes prontos) existentes no mercado. “Aqui vamos mostrar a real funcionalidade deles. Mas o mais importante será mostrar ao produtor que critérios precisam ser levados em conta para definir o posicionamento de manejo”, encerrou. Perdas na silagem - Tem assunto também para pecuaristas. O setor de Forragicultura preparou na sua área demonstrativa um silo de milho superfície que permanecerá fechado por 50 dias, que será aberto nos dias de show, onde o visitante poderá observar as diferenças de qualidade da silagem nos quatro tipos de vedação: lona preta e branca, lona preta e branca + inoculante, lona preta e branca + filme de barreira de oxigênio e, por fim, lona preta e branca + terra. “O interessado saberá, em nossa demonstração, se existe uma cobertura de silo ideal e qual é a técnica que funciona melhor”, comentou Igor Quirrenbach de Carvalho, coordenador e pesquisador da área.



Temas do 19º Show

Tecnológico de Verão



Agrometeorologia

Aplicações práticas das imagens de satélite na agricultura.


Tenda Agrometeorologia

- Impactos do El Niño sobre a Agricultura;

- Previsão Climática para o Inverno 2016.

- Monitore a sua fazenda através de imagens de satélites em intervalos de 8 em 8 dias;

- Aplicativo smaABC.


Entomologia

Ocorrência, importância e manejo da mosca-branca em soja e feijão.


Fitopatologia

Evolução do manejo de fungicidas em soja.


Fitotecnia 25 anos de rotação de culturas: Estação I - Efeito da sucessão de culturas na produtividade de milho, soja e trigo (apresentação da Fitotecnia) Estação II - Efeito da sucessão de culturas nos atributos físicos e microbiológicos para a qualidade do solo e no sequestro de carbono no solo e emissão de gases de efeito estufa do solo (CO2, CH4 e N2O) (Apresentação da UFPR em parceria com a Fitotecnia) Obs: As duas barracas (1 para cada tema = 2 apresentações individuais) serão alocadas na gleba 9B da Fitotecnia (uma para a Fitotecnia e uma para UFPR), sob orientação futura. Forragicultura Como reduzir as perdas de silagem? Herbologia Novos eventos de biotecnologia. Quais os cenários e desafios para o manejo de plantas daninhas. MAAP Taxa de aplicação na cultura da soja. Solos e Nutrição de Plantas Adubação de base e exigência nutricional na cultura do feijão para altas produtividades. Centro Cooperativo

1 – Análise sanitária de sementes: O que é e para que fazer? 2 – Coleta de solos e raízes para análise nematológica. 3 – Identificação genética de bactérias, fungos, nematoides e insetos de importância agrícola. Que ferramenta é esta?

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa