Preservação de água e solo é tema do CSA

August 25, 2016

 As boas práticas de manejo e conservação do solo e da água mantêm as características produtivas e, ao mesmo tempo, preservam.

A pesquisadora da área de solos e agrônoma do Iapar, Josiane Burkner Santos, fez palestra sobre “Manejo e conservação do solo e da água”. O tema foi abordado na reunião do Conselho de Sanidade Agropecuária de Ponta Grossa (CSA). A pesquisadora destaca que o produtor rural precisa ficar atento com o cuidado do solo e da água, utilizando-os de maneira consciente para preservar esse patrimônio para as futuras gerações. “O produtor precisa rever seus conceitos e princípios no Plantio Direto, na rotação de culturas. Usá-lo como uma única ferramenta é um erro. Portanto, ele deve ser associado a outras ferramentas de manejo do solo e da água para conservá-los. Quero dizer, plantio em nível, terraços, manejo e conservação das estradas, manejo e conservação das divisas, manejo e conservação das nascentes e rios. Tudo isso associado, é o que dará o resultado necessário para conservar, tanto o solo quanto a água”, explica. Ela destaca que a maior vilã do momento é a erosão, que vem destruindo o solo e prejudicando a água. “Os altos índices de chuva e a má conservação do solo têm trazido o problema da erosão nos últimos dois anos”, alerta. A pesquisadora destaca a importância do manejo correto para evitar essa situação na propriedade, pois a recuperação de solo fértil é longa e demanda de muitos recursos. “O manejo conservacionista mais adequado é o Plantio Direto, porém, como já salientamos, ele por si só não basta. O produtor precisa seguir à risca todas as recomendações como plantio em nível, terraço, entre outras ações importantes, que são recomendadas por agrônomos e pesquisadores de solo. A erosão sempre existirá, mas pode ser minimizada com o manejo conservacionista”, esclarece.
 

 

Uma dica importante, destacada por Josiane, é o plantio logo após a colheita, uma atitude que preserva o solo. Outro fator importante é a visita frequente do produtor em suas áreas de plantio para acompanhar e vigiar qualquer problema. “Isso é uma questão de gerenciamento da propriedade. O produtor deve procurar fazer a rotação de cultura de uma maneira que evite desperdícios, tanto de tempo quando de recursos. O produtor deve evitar o descanso da terra, pois, na verdade, o descanso fará com que ocorra a degradação da matéria orgânica e também deixará o solo descoberto, o que causa a erosão. Fazendo o plantio logo em seguida, o produtor protege o solo da chuva, que pode criar a erosão e levar os nutrientes do solo necessários para o desenvolvimento da planta”, explica a pesquisadora.
Para o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Ponta Grossa, Ivonei Afonso Vieira, o tema sobre preservação sempre deve estar na mente e nas ações do produtor. “Qualquer tipo de preservação é válida, seja da família, da estrutura social, entre outras. Agora imagine a preservação da terra! Que é aquela que nos dá um bom alimento, bebida, nos veste, nos oferece praticamente tudo o que usamos no dia a dia. Por isso, eu vejo que um tema como esse, de preservação do solo e da água, merece a união de todos para que possamos refletir e criar ações que realmente possam preservar e produzir ao mesmo tempo”, destaca.
O presidente do Conselho de Sanidade Agropecuária de Ponta Grossa, Alceu Becker, explica que o tema é uma segunda fase que o Conselho oferece aos produtores, pois esse tema precisa ser sempre debatido para que as boas práticas não sejam esquecidas. “Aqui, hoje, avaliamos mais o manejo da água e do solo para evitar a erosão. Por isso contamos com os pesquisadores do Iapar, para mostrar seus trabalhos e esclarecer as dúvidas dos produtores em relação ao manejo correto do solo e da água”, explica. Ele destaca ainda, que se deixarmos as boas práticas de lado, tanto o solo quanto a água podem sofrer danos irreversíveis.

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa

Sindicato Rural de Ponta Grossa - Pr

Tel: (42) 3222-4945