Centro de Equoterapia Campos Gerais promove curso básico de equoterapia


A equoterapia proporciona qualidade de vida para crianças com deficiência física ou mental e estimula os pacientes por meio do contato com os cavalos.

O V Curso Básico de Equoterapia de Ponta Grossa foi promovido pelo Centro de Equoterapia Campos Gerais Horse Life e Ande Brasil e teve apoio do Sindicato Rural de Ponta Grossa. O curso teve suas aulas teóricas ministradas no auditório do 3º RCC (Regimento de Carros de Combate). Esse método utiliza o cavalo como um parceiro na terapia cognitiva e comportamental, geralmente com a participação de um licenciado terapeuta. O curso é destinado a profissionais de nível superior das áreas da saúde e educação, a fim de capacitá-los para integrar uma equipe interdisciplinar de um Centro de Equoterapia. O Curso tem como objetivo compreender o desempenho das atividades de Equoterapia utilizando o cavalo como instrumento cinesioterapêutico, além de difundir as técnicas específicas das áreas da saúde, educação e equitação utilizadas na Equoterapia. O Coordenador Técnico do Centro de Equoterapia dos Campos Gerais Horse Life, Eros Spartalis, explica que o curso oferecido pela entidade é único no Paraná autorizado a formar novos profissionais com chancela da Ande Brasil. “O curso tem profissionais das áreas de fisioterapia, psicólogos, veterinária, terapia ocupacional, entre outros da área da saúde. Profissionais de diversos estados e cidades que procuram essa capacitação para atuar em suas localidades integrando ou formando novos centros para atender as pessoas que possuem algum tipo de deficiência”, explica o coordenador. Ele relata que a grade do curso repassa informações básicas sobre alimentação, comportamento e que tipo de cavalo é o ideal para fazer parte da terapia. Além disso, há a parte mais complexa que é voltada ao atendimento do paciente. Portanto os profissionais recebem aulas de fisioterapia, psicologia e pedagogia. “Ou seja, conhecimento importante voltado ao atendimento de pacientes com alguma deficiência, auxiliando na qualidade de vida do ser humano”, explica Eros.

O presidente do Centro de Equoterapia dos Campos Gerais, Edilson Gorte, explica que o centro tem se esforçado ao máximo para atender com qualidade e carinho o maior número de pessoas. “Somos uma entidade sem fins lucrativos e dependemos muito de verbas de governo para atender os pacientes. Hoje nós temos convênio com Associação Brasileira de Quarto de Milha (ABQM) e também através de licitação com as prefeituras de Carambeí, Irati, Ponta Grossa e alguns particulares com a Unimed, através de ordem judicial”, relata. Devido à demora e a complicações em convênios públicos, o centro deverá procurar parceiros entre empresas que adotem algumas crianças para que o projeto continue. “Cada sessão custa em torno de R$ 80,00 por hora e iremos buscar parceiros como a ABQM, que adotaram 35 crianças mensais. Com esse exemplo queremos convidar outras entidades ou empresas que venham a ser padrinhos de pacientes atendidos por essa terapia”, espera o presidente. A diretora de esporte paraequestre da Federação Paranaense de hipismo, Claudiane Crisóstomo Pasquali, destaca que é um orgulho ser parceira do Centro e proporcionar qualidade de vida a inúmeras pessoas. "Essa terapia é excelente, porque tem o poder de dar um movimento tridimensional, o que auxilia na recuperação dos movimentos de uma forma eficaz. A equoterapia é a única forma fisioterapêutica, adotada e credenciada pela medicina que utiliza animais, legalizada e documentada. Portanto, apoiamos de uma forma ímpar esse método que vem ajudando muitas pessoas”, destaca Claudiane. Ela lembra ainda, que a formação de profissionais é importante para aplicar adequadamente os processos terapêuticos para a recuperação dos pacientes. O Sindicato Rural de Ponta Grossa é parceiro do Centro de Equoterapia Campos Gerais, contribuindo mensalmente.

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa