Sindicato Rural é parceiro da SME através do projeto Agrinho

December 10, 2016

A quantidade de projetos no concurso Agrinho e o número de educadores envolvidos no município só vêm aumentando.
 

 

O Projeto Agrinho é realizado em vários municípios do Paraná. Em Ponta Grossa, a responsável pelo projeto é a coordenadora de Geografia e Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Educação, Aparecida de Fátima de Oliveira Castanho. Ela esteve no Sindicato Rural de Ponta Grossa para mostrar o andamento do projeto. “O Sindicato é um dos grandes parceiros da Secretaria de Educação no desenvolvimento deste projeto. Neste ano a parceria com o Sindicato se tornou mais efetiva e abrangente, o que nos trouxe o resultado positivo que podemos ver nas escolas, onde os projetos se ampliaram e nossas crianças tiveram a oportunidade de trabalhar em vários temas. Portanto, a nossa visita à direção do Sindicato foi para mostrar como estamos trabalhando e afinar ainda mais essa parceria tão importante para o meio ambiente”, explica a professora.
A quantidade de projetos que envolvem os educadores do município só vem aumentando, mostrando que a proposta é interessante e toda a comunidade escolar sai ganhando. “Na categoria Experiência Pedagógica, no ano passado, Ponta Grossa apresentou 16 projetos, já esse ano foram 54, no concurso Agrinho. O professor almeja o prêmio do concurso, porém, prêmio maior para o educador é o resultado favorável que surge dentro das escolas como, a mudança de postura. O próprio professor está trabalhando com o projeto e sentimos que o programa Agrinho vem somar com a proposta da escola em tempo integral existente no município. Portanto, a secretaria soma o projeto com os eixos da educação ambiental, onde o Agrinho se enquadra perfeitamente”, acentua Castanho.
Em meio aos vários projetos, a professora destaca a horta escolar, onde procura trabalhar a alimentação adequada e a qualidade de vida. “A horta escolar foca qualidade de vida e a boa alimentação. Por exemplo, imagine o professor de Educação Física trabalhando com projeto de horta escolar, isso é algo relevante: associar a prática da educação física com esse projeto”, destaca. Outro destaque, segundo ela, é o reaproveitamento e a separação de resíduos. “Percebemos que o projeto também foca esse lado e notamos que muitos resíduos que iriam para o lixo comum, estão sendo reaproveitados e utilizados dentro das escolas”, comenta.
Quanto à visita ao Sindicato Rural, ela sublinha que ter o contato com a diretoria e mostrar que o projeto tem mudado posturas na sala de aula é muito importante. “Mostra que o projeto funciona e muda a realidade. A educação pode conseguir novos parceiros para desenvolver projetos que sozinhos são difíceis de concretizar. Portanto, espero que a nossa parceria com o Sindicato Rural se afine cada vez mais e reflita na transformação da realidade de um mundo melhor para todos, seja na zona rural ou urbana”, espera a educadora.

 

 

O presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo Ribas Netto, acredita que o projeto vem somar com a grade curricular do ensino do município, pois ajuda as crianças a compreenderem como é feita a produção rural e ao mesmo tempo como os produtores preservam a natureza, que é seu maior patrimônio. “O projeto Agrinho une educação e preservação e mostra que o produtor rural pode produzir e, ao mesmo tempo, também preserva o meio ambiente. Portanto, colocar esses dois mundos, a zona urbana e zona rural, em contato e desvendar como tudo isso funciona é muito importante para o setor produtivo. Esperamos que em 2017 possamos estreitar nossos laços com a Secretaria de Educação e colocamos o Sindicato a disposição”, expressa o presidente.
Neste ano foram apresentados vários projetos no concurso Agrinho.

 

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa

Sindicato Rural de Ponta Grossa - Pr

Tel: (42) 3222-4945