Presidente do Sindicato faz palestra sobre a APA no Curso de Zootecnia da UEPG

 A palestra foi para os alunos do 3º Ano do Curso de Zootecnia na disciplina de Ecologia e Gestão Ambiental, que vem de encontro com padrões modernos de ensino-aprendizagem.

 

O presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo Ribas Netto,  fez palestra sobre a importância da readequação dos limites da APA da Escarpa Devoniana para alunos do 3º Ano do Curso de Zootecnia da Universidade Estadual de Ponta Grossa. O convite veio através da professora Dra. Verônica Oliveira Vianna, que ministra  a disciplina de Ecologia e Gestão Ambiental. Segundo ela, a proposta vem de encontro com padrões modernos de ensino-aprendizagem. “Estamos implantando o princípio de metodologias ativas, no qual é utilizado a problematização como estratégia de ensino/aprendizagem. Neste mister o objetivo é motivar o discente a refletir diante do problema e buscar as soluções de maneira proativa e baseada em tecnologias adequadas.”, revela a professora. Ela explica que o intuito da palestra foi discutir com os acadêmicos, da disciplina de Ecologia e Gestão Ambiental, as questões que envolvem os novos limites da Escarpa Devoniana. "Foram feitas colocações importantes para reflexão e construção de um debate pautado em situações reais e técnicas. Em conversa com os acadêmicos a respeito da abordagem dada ao referido tema, estes acharam interessante, 'pois não tinham esta visão’.”, revela Verônica. Portanto, segundo a professora, a partir das discussões serão introduzidos os vários conceitos como APA, UC, critérios estabelecidos para a formação de uma UC, RL, APP, PARNA, entre outros. "Na sequência também serão convidados outros representantes para abordar o mesmo tema. Com isso, a minha expectativa como professora da cadeira de Ecologia e Gestão Ambiental é que cada vez mais eu consiga formar profissionais das áreas de Ciências Agrárias. Neste caso, especialmente Zootecnistas com capacidade de entender e trabalhar em equipes multidisciplinares, mostrando autonomia intelectual, liderança e espírito investigativo para compreender e solucionar conflitos, dentro dos limites éticos impostos pela sua capacidade e consciência profissional.”, espera a professora.
 

 

O presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo Ribas Netto, acredita que quando se entra em um ambiente universitário o critério técnico  deve ser a base de suas argumentações. “Portanto, tivemos a oportunidade de mostrar o critério técnico do qual é importante e rever os limites a APA da Escarpa Devoniana. Desta forma, apresentamos dados que estão dentro do plano de manejo atual e as dificuldades que o produtor  enfrenta na produção e também a insegurança jurídica.”, revela o presidente. Segundo ele, é necessário rever as áreas de produção, distritos industriais e urbanos que estão dentro do limite. “Na apresentação pudemos ver o interesse, a curiosidade dos alunos, muitos desconhecem que limites de cidades, centro de pesquisa, aterro sanitário, entre outras áreas estão dentro do perímetro da APA. Eles puderam ver os traços do perímetro em sala de aula, no computador, e ver que muitos destes lugares estão dentro do perímetro e tirar suas conclusões.”, explica Gustavo. Ele ressaltou, em sua fala, que o produtor não é contra a preservação, tanto que muitos lugares como Buraco do Padre, Cachoeira da Mariquinha, entre outros estão preservados, porque o produtor tem feito o seu papel de produzir e preservar. “Mesmo com os limites da readequação, todos estes patrimônios estão preservados. O que desejamos é que áreas de produção, limites urbanos entre outros sejam revistos.”, revela.

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa