Soja segue recuando em Chicago nesta 4ª feira com previsão de tempo melhor nos EUA

  

 

 

 

Os futuros da soja operam em campo negativo nesta manhã de quarta-feira (8) na Bolsa de Chicago. O mercado continua a monitorar as condições climáticas para o Corn Belt, fator que deverá continuar a dar o tom ao mercado internacional da oleaginosa nas próximas semanas, segundo explicam analistas e consultores. 

Assim, com os sinais de um cenário mais favorável e a possibilidade de algumas chuvas no Meio-Oeste americano, os preços cediam entre 3,75 e 4,25 pontos nos principais contratos, com o julho valendo US$ 8,91 e o novembro, US$ 8,98 por bushel. 

"Caso o clima nos EUA continue bom, as cotações futuras terão dificuldades de subir", explicam os diretores da ARC Mercosul em seu boletim Chicago Diário. "A China continua comprando poucos grãos e soja dos americanos, mas uma compra mais volumosa pode ajudar", complementam.

Assim, como já vinha sendo sinalizado por analistas, o mercado passa por um pouco mais de volatilidade neste momento, atravessando o chamado "weather market". Além disso, nesta semana ainda se prepara para o novo reporte mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz na sexta-feira, 10 de julho. 

  

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa