Leite: no 2° semestre, clima no RS deve favorecer produtor e elevar preços

July 21, 2020

 

A alta nos preços do leite nos últimos meses tem favorecido o produtor gaúcho, segundo avaliação  do presidente da Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), Marcos Tang. Para o dirigente, neste momento difícil que ainda é sentido os efeitos da estiagem, está sendo possível ao menos pagar as contas.

 

Segundo Tang, há relatos de produtores recebendo R$ 1,70 e alguns até perto de R$ 2 o litro do leite. Mesmo que ainda não haja uma lucratividade, os criadores estão pelo menos cobrindo custos. “Quem conseguiu fazer suas pastagens e manter seu rebanho está conseguindo um retorno para pagar suas contas. Queremos remuneração justa ao nosso produto e nesta fase estamos bem nesta conta. Esperamos que estes preços perdurem, pois tivemos muitas perdas no primeiro semestre”, observa.

O presidente da Gadolando enfatiza ainda que este segundo semestre está muito diferente dos primeiros seis meses de 2020, uma vez que no primeiro semestre a seca trouxe prejuízos não se resumindo apenas ao período que ela ocorreu.

“As reservas de silagem de milho foram poucas e outros insumos foram necessários para poder suprir e economizar aquela silagem que está pouca dentro do silo”, destaca.

 

O dirigente reforça também que, com o retorno das chuvas, foi possível fazer pastagens no campo embora o frio intenso desacelere o crescimento destas pastagens, apesar do azevém ser resistente às baixas temperaturas.

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa