Preço da maioria das hortaliças analisadas pelo boletim do Prohort registra queda

 

Os preços da maioria das hortaliças analisadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país, no mês de junho, apresentaram redução. Foi o caso da batata, da cenoura, da cebola e do tomate O resultado está no 7º Boletim Prohort, publicado nesta terça-feira (21), pela Companhia. De acordo com o levantamento, dentre as verduras e legumes com maior representatividade na comercialização, apenas a alface teve a predominância de alta nos valores praticados no atacado do último mês.

Os preços menores do tomate já eram previstos para junho. A oferta pulverizada e crescente do produto, situação típica para esta cultura no período, pressionam os preços para baixo. Além disso, com as medidas de combate ao novo coronavírus, a demanda pelo consumidor se encontra em patamares inferiores. As diminuições nos valores comercializados variaram entre 21,88% em São Paulo e 55,80% em Vitória (ES).

A maior oferta de batata e cenoura também influenciaram na queda das cotações registradas no último mês nos mercados atacadistas. No caso do tubérculo, esta é a primeira vez do ano em que se observa redução nas cotações. As quedas de preços ficaram entre 8,43% em Recife (PE) e 18,18% no Rio de Janeiro. A intensificação da safra da seca vem pressionando os preços para baixo, com a maior oferta a partir dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, cenário que deve permanecer neste mês. Já alta produtividade da cenoura, devido às melhores condições climáticas sobretudo na região de São Gotardo (MG), impactou os preços praticados. As diminuições ficaram todas acima de 20%, chegando ao percentual negativo de 32,44% em São Paulo.

A cebola não demonstrou reduções tão significativas quanto as outras hortaliças. Elas ficaram entre 4,36% em Vitória e 13,54% em Fortaleza. O mercado, antes abastecido sobretudo pela oferta do Sul do país, recebe agora, também, a do Nordeste, do Sudeste e do Centro-Oeste.

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa