Mesmo 9% menor que há um ano, em julho exportação de carne de frango teve 2º melhor desempenho de 2020

 

Como já havia ocorrido duas semanas antes, na quinta e última semana de julho os embarques de carne de frango in natura voltaram a sofrer desaceleração e, com isso, o volume total exportado no mês ficou aquém do projetado anteriormente. Mesmo assim, as cerca de 337,5 mil toneladas do mês corresponderam ao segundo melhor resultado de 2020, só perdendo para as 372,5 mil toneladas de maio passado. E ainda que o volume registrado tenha ficado 9% abaixo do alcançado um ano atrás, comparativamente ao mês de junho de 2020 registrou-se aumento de, aproximadamente, 5,2%.

No tocante ao preço médio recebido, persistiu – pelo sexto mês consecutivo – redução em relação ao mesmo mês do ano passado, neste caso, de 21,5%. De toda forma, houve ligeira melhora em relação ao mês anterior, de 4,1%, um indício de possível recuperação de preços no mercado internacional.

Com tais desempenhos, a receita cambial da carne de frango in natura em julho, próxima de US$447 milhões, aumentou perto de 9,5% de junho para julho. Mas como o produto sofreu redução de preço praticamente contínua desde agosto do ano passado, comparativamente a julho de 2019 é registrada redução próxima de 29% na receita cambial.

No acumulado dos sete primeiros meses de 2020, o volume exportado ultrapassa ligeiramente os 2,3 milhões de toneladas, situando-se 2,23% acima do embarcado no mesmo período de 2019. Já o preço médio do período apresenta recuo de 12%, índice que faz com que a receita de US$3,324 bilhões fique 10% aquém da obtida entre janeiro e julho do ano passado.

Please reload

Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa