Apesar do retrocesso nos últimos embarques, exportação de carne de frango ainda tende a um recorde a

Continuam favoráveis as tendências de exportação de carne de frango em 2020, mas a queda de desempenho no bimestre junho/julho – período em que o volume embarcado retrocedeu mais de 10% em relação ao mesmo bimestre do ano anterior - fez com que o volume acumulado nos sete primeiros meses do ano voltasse a ficar negativo.

A diferença a menos é mínima, inferior a 10 mil toneladas, mas capaz de gerar algum desalento em relação ao que possa vir a ocorrer nos cinco meses restantes do ano. No entanto, avaliando o comportamento histórico do setor constata-se serem boas as perspectivas à frente pois, em média, as exportações dos sete primeiros meses de cada exercício correspondem a pouco mais de 56,13% do total anual (resultado referente aos últimos 20 anos). E se isso prevalecendo, o total de 2020 pode chegar aos 4,3 milhões, empatando ou mesmo superando o recorde de 4,308 milhões de toneladas que permanece imbatível desde 2016.

Por ora, em 12 meses, o volume exportado supera ligeiramente os 4,250 milhões de toneladas, volume que corresponde a um aumento de 1,7% sobre idêntico período anterior.

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa