Custo de produção do milho 22/23 no Mato Grosso é 12,8% maior do que ao da safra 21/22, aponta Imea

Publicado em 21/06/2022

Valor do frete de Sorriso à Santos também subiu 13% em um ano

O Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) divulgou relatório apontando que o custo de produção da safra de milho 2022/23 no Mato Grosso foi estimado em R$ 3.585,06 por hectare no mês de maio de 2022. Esse índice é 0,38% menor do que o levantamento realizado em abril, mas 12,84% maior do que o custeio da safra 2021/22.

“Essa alta se deve a forte influência do acréscimo nos preços dos macronutrientes, uma vez que durante esse período, o KCl , MAP e a ureia tiveram um avanço de 43,79%, 43,38% e 41,36%, respectivamente, em suas cotações”, explica o Imea.

Entre os fatores que propiciaram essas elevações, o Instituto cita “à crise energética chinesa no fim de 2021, o que desfalcou a oferta de fertilizantes no mercado, bem como ao estopim dos conflitos entre a Rússia e a Ucrânia, que vem dificultando o escoamento desses produtos para exportação e impactando diretamente na oferta mundial”.

Sendo assim, com o preço ponderado do milho em maio da safra 22/23 em R$ 65,23/sc, a relação de troca do MAP ficou em 95,70 sc/t, KCl em 85,39 sc/t e ureia em 71,16 sc/t, alta de 27,47%, 66,92% e 20,92%, respectivamente, se comparado com a safra passada do cereal.

Outro ponto que registrou elevação no último ano foi o valor do frete de grãos no estado mato-grossense. A média de preço do frete na primeira quinzena de junho/22, de Sorriso à Santos, via transporte rodoviário, foi de R$ 27,17 /sc. No mesmo período do ano passado o preço era de R$ 19,95/sc, o que representa aumento de 13,04%.

“Com o avanço da colheita no estado, a demanda por veículos de carga tende a crescer nesse período. Contudo, apesar do crescimento sazonal esperado nos preços do frete durante a colheita, outros fatores, como o preço do barril do petróleo, vêm impulsionando ainda mais os fretes. Para se ter ideia, o preço do barril Brent em Nova York e do Diesel S10 no estado, tiveram alta de 71,36% e 50,25%, respectivamente, entre os meses de junho/22 e junho/21”, detalha a publicação.

Já a relação de troca frete/milho também vem crescendo no estado e a rota de Sorriso para Santos em junho/22 teve uma relação de 39,03%, 11,07 pontos percentuais acima do observado mesmo período do ano passado.

Por: Guilherme Dorigatti

Fonte: Notícias Agrícolas

Siga-nos
  • Facebook Basic Square