Em dia de novos boletins do USDA, mercado da soja opera estável em Chicago nesta 5ª feira

Publicado em 30/06/2022

À espera dos novos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) e depois de sucessivas altas nesta semana, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago operam com pequenas baixas entre as posições mais negociadas na manhã desta quinta-feira (30). As perdas, perto de 7h45 (horário de Brasília), variavam entre 1,25 e 6 pontos. Assim, o agosto tinha US$ 15,70 e o setembro, US$ 14,89 por bushel.

O mercado está atento, principalmente, aos números de área que o departamento americano traz neste final de junho, uma vez que espera uma mudança substancial em relação aos dados trazidos em março. Além da área, os trader aguardam também pelos dados dos estoques trimestrais norte-americanos na posição de 1º de junho.

No paralelo, permanece o foco sobre o clima no Corn Belt e nos desenvolvimento das lavouras norte-americanas, que apresentam queda de qualidade já por três semanas. Os próximos 10 dias no Meio-Oeste americano, segundo os mapas mais atualizados, deverão ser de tempo mais quente e úmido, o que pode ser não tão bom para alguamas áreas.

Também no radar dos traders está o protesto dos caminhoneiros na Argentina que entra em seu oitavo dia nesta quinta. Embora o acesso aos portos não esteja completamente bloqueado, o fluxo está comprometido e, segundo informa a Agrinvest Commodities, já começa a faltar frete.

Por: Carla Mendes

Fonte: Notícias Agrícolas

Siga-nos
  • Facebook Basic Square