top of page

Pecuaristas do MT reclamam da baixa rentabilidade da atividade e já relatam prejuízos

Publicado em 25/01/2023

Preço pago pela arroba do boi é igual ao praticado em 2020, diante de custos elevados, diz Acrimat

O setor da pecuária vem trabalhando com margens apertadas no estado do Mato Grosso, na qual alguns produtores chegam a registrar prejuízos de até mil reais por animal confinado. A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) reportou que os preços ofertados estão nos mesmos patamares de 2020.

Segundo o Diretor da Acrimat, Francisco Manzi, a pecuária passa por um momento complicado de custos de produção elevados, principalmente com a ração animal. "Atualmente, o pecuarista tem registrado custos elevados e recebendo valores inferiores, sendo que está variando de R$ 240,00/@ a R$ 270,00/@. No entanto, já chegamos a negociar animais por R$ 320,00/@ , comentou em entrevista ao Notícias Agrícolas.

Nos anos anteriores, os produtores rurais foram estimulados a investir na pecuária, e agora, não estão conseguindo recuperar o valor investido. "A atividade pecuária é de longo prazo e dura aproximadamente 4 anos. As variações de preços da arroba são prejudiciais à rentabilidade dos pecuaristas", informou.



Outro fator que gera preocupação nos produtores é a com a segurança jurídica e econômica. "As mudanças de pasta do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e a Conab acaba deixando os produtores inseguros. A entidade tem orientado os pecuaristas a fazerem as contas e saber fazer a gestão da propriedade", destacou.

Atendendo pedido de produtores rurais, a entidade já está em contato com o governo do estado para adotar medidas que tragam soluções aos pecuaristas.


Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:Notícias Agrícolas
5 visualizações

Commentaires

Les commentaires n'ont pas pu être chargés.
Il semble qu'un problème technique est survenu. Veuillez essayer de vous reconnecter ou d'actualiser la page.
bottom of page