Soja: Mercado em Chicago inicia semana mais curta com altas de mais de 1% nesta 2ª feira



O mercado da soja na Bolsa de Chicago começa a semana registrando altas superiores a 1% mais uma vez nesta segunda-feira (23). Os contratos mais negociados, por volta de 7h30 (horário de Brasília), subiam entre 11 e 14,50 pontos nos principais, com o janeiro/21 sendo cotado a US$ 11,95, bem como o março/21.

Segue a tradução dos fundamentos pelos traders, com foco especialmente na demanda intensa pela oleaginosa americana, e no clima adverso nos EUA. As condições climáticas ainda são bastante ruins em partes do Brasil, da Argentina e do Paraguai e há uma grande preocupação com as ameaças sobre a oferta 2020/21 sul-americana.

No entanto, "com o alguns objetivos altistas já alcançados e o feriado do Dia de Ação de Graças na quinta-feira (26) é possível vermos alguma pressão dos movimentos de garantia de lucros durante a semana, ainda mais sendo um final de semana extremamente lucrativo para o milho e a soja", explica Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar e da TradeHelp.

Ainda assim, Cachia acredita que "as polêmicas sobre o La Niña e a produtividade devem continuar. É cedo ainda na temporada, mas uma coisa é certa, o clima é irregular e já descartamos o potencial de uma safra cheia a região", complementa Cachia.

Nesta segunda, o mercado também espera pelos números dos embarques semanais norte-americanos e a atualização da colheita no país. Ambos os dados chegam pelos boletins semanais do USDA (Departamento de Agricultura do Estados Unidos).

Siga-nos
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Sindicato Rural de Ponta Grossa