Soja: Mercado realiza lucros em Chicago nesta 6ª após máximas desde 2012 e à espera do USDA

Publicado em 10/06/2022

A sexta-feira (10) é de realização de lucros e espera pelo novo boletim mensla de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) para os preços da soja na Bolsa de Chicago. Depois de renovarem suas máximas desde 2012, a oleaginosa testa leves baixas entre os contratos mais negociados, com o julho ainda valendo importantes US$ 17,59 e o agosto, US$ 16,71 por bushel.

Ontem, o contrato julho chegou a superar os US$ 17,80, se aproximando bastante do maior preço da história, que foi US$ 17,89 há 10 anos. O momento reflete a força da demanda e a oferta muito ajustada de soja, principalmente nos Estados Unidos.

Ainda assim, o mercado encontra espaço para as correções nesta sexta, esperando pelos novos dados que o USDA traz às 13h hoje. As expectativas maiores se dão sobre as exportações americanas e os estoques finais da safra velha dos EUA.

Ademais, permanece a atenção dos traders sobre a guerra entre Ucrânia e Rússia, o comportamento da demanda da China - que ainda precisa garantir consideráveis volumes de soja nos próximos meses - e ao financeiro.

O clima no Corn Belt e o desenvolvimento das lavouras por lá também é ponto central de monitoramento agora.

Por: Carla Mendes

Fonte: Notícias Agrícolas

Siga-nos
  • Facebook Basic Square