Soja trabalha com estabilidade na manhã desta 4ª em Chicago, mas monitora baixa forte do trigo

Os preços da soja testam leves altas na manhã desta quarta-feira (18) na Bolsa de Chicago. As cotações subiam entre 0,50 e 4,25 pontos entre os principais vencimentos, levando o julho a US$ 16,82 e o agosto a US$ 16,28 por bushel, por volta de 8h15 (horário de Brasília), com o mercado ainda encontrando suporte para o movimento.

Os traders permanecem muito atentos ao clima para o avanço do plantio no Corn Belt, bem como à continuidade da guerra entre Rússia e Ucrânia, os lockdowns na China e os impactos disso tudo para o comportamento do mercado financeiro.

Há, de acordo com as informações apuradas pela Agrinvest Commidities, a expectativa para um relaxamento do lockdown em Xangai, uma vez que há vários distritos sem reportar novos casos de Covid-19 já há três dias, o que pode também, na sequência, trazer algum estímulo ao consumo.

Ainda na CBOT, sobem levemente os futuros do farelo, enquanto caem os do óleo, do milho e, principalmente, do trigo. Neste último, as baixas eram de quase 30 pontos nas posições principais depois da disparada do início da semana.


Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja

Fonte: Notícias Agrícolas

Siga-nos
  • Facebook Basic Square